Encontre o produtor por País

Conheça a história por trás do rótulo

Piera Martellozzo

Piera Martellozzo / Itália

A herdeira do clã Martellozzo teve que reinventar-se e reinventar a história desta vinícola centenária. Com vinhedos situados nas regiões Vêneto e do Friuli, ela busca valorizar nos seus espumantes toda a originalidade das castas italianas

Tradição de mais um século, mais precisamente desde 1899, a Martellozzo, apesar de sua longa trajetória, pode ser considerada uma vinícola jovem, graças à reformulação promovida há cerca de duas décadas por Piera Martellozzo. Ao assumir o seu comando em 1992, a herdeira desta família da região italiana do Vêneto teve que reinventar-se e reinventar a história desta empresa centenária visando a abertura e a conquista de novos mercados internacionais para seus vinhos.

Friulana por adoção, Piera cresceu no campo em contato com a terra e desde muito cedo começou a trabalhar na vinícola da família, por qual sempre nutriu verdadeira paixão. Empreendedora e determinada, viabilizou um plano estratégico para o desenvolvimento de novos mercados consumidores e a implantação de um novo projeto para produzir uma gama de rótulos de excelência, dotados de um estilo mais moderno e utilizando uvas autóctones. Vinhos como Müller Thurgau, Refosco, Traminer Aromático e as linhas Carati e Pearl são os protagonistas de seu sucesso e do time de profissionais que a cercam, como o enólogo Gian Pietro Poveglian, graduado em enologia pela Universidade de Padova.

Embora seu trabalho tenha começado no Vêneto, Piera expandiu de forma visionária os domínios da Martellozzo para a região do Friuli para produzir os tintos da vinícola. Para tanto, realizou um estudo detalhado sobre solos e condições climáticas, buscando uma perfeita integração dos vinhedos àquele terroir. Além disso, apostou tanto no uso e na originalidade de cepas e leveduras nativas selecionadas quanto na introdução de castas francesas e em métodos de produção orgânica e sustentável.

Com vinhedos espalhados em várias regiões do Vêneto e Friuli, como as colinas de Trentino Alto Ádige, Conegliano e Treviso Pieve e Livenza que apresentam diferentes influências geográficas, climáticas e de terroir, a sede da Martellozzo fica situada na província de Pordenone, no coração da zona D.O.C. Grave do Friuli. Tradicionalmente, esta região italiana origina ótimos Merlot, embora outras castas também apresentem bons resultados, caso das francesas Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Pinot Noir e da italiana Refosco dal Peduncolo Rosso. No Vêneto, por sua vez, a produção da vinícola tem os espumantes como foco principal. Ali, além da Prosecco, uva que origina os espumantes italianos, Piera orgulha-se de utilizar castas menos conhecidas, como a aromática Müller-Thurgau e a Raboso, tinta típica do Vêneto.

Compõem a linha 075 Carati os espumantes Pinot Blanc Chardonnay, Rosé, Müller-Thurgau, Ribolla Gialla, Prosecco D.O.C. e D.O.C.G., vinificados pelo método charmat, no qual a segunda fermentação ocorre em tanques de aço inoxidável. Como sugere o próprio design dos rótulos, são modernos, frescos e gastronomicamente versáteis, ideais para serem saboreados como aperitivo ou durante a refeição na companhia de saladas, risotos, quiches e pratos que levam pescados, como sushis e grelhados, ou, ainda, para brindar momentos festivos e especiais. O mesmo se pode afirmar sobre a linha Perle di Piera – literalmente, “pérola de Piera”, em italiano. De ótima relação preço-qualidade, figuram entre as quatro pérolas borbulhantes de Piera a Blue Pearl, elaborada a partir da branca Prosecco, a Yellow, feita com a branca Ribolla Gialla, a Rosé e a Silver Pearl, produzida a partir da Pinot Grigio, a uva branca mais popular e difundida do Norte italiano.

Voltar